Neste mês de julho, a Agroindústria Mezacasa recebeu o Título de Registro do SIM – Serviço de Inspeção Municipal de Nova Bréscia e passou a ser fiscalizada e inspecionada pelo Serviço.

Esta inspeção verifica uma série de condições higiênico-sanitárias que devem ser observadas e seguidas, para garantir um produto de qualidade e dentro dos padrões legais exigidos.

Segundo o coordenador do SIM, o Serviço tira os pequenos produtores da clandestinidade dando condições para expandirem seus negócios, visando o seu crescimento e posterior abrangência de um mercado regional, já visando uma possibilidade de adesão do município ao Sistema Unificado Estadual de Sanidade Agroindustrial Familiar, Artesanal e de Pequeno Porte, Susaf.

O objetivo da Administração Municipal é atender a uma antiga e importante demanda do Município que, com a implantação do Sistema de Inspeção Municipal – SIM, trará grandes benefícios para os produtores e agroindústrias, garantindo que as pequenas produções de origem animal tenham qualidade e segurança higiênico-sanitária e também, para os consumidores, os quais terão a garantia de estar adquirindo produtos inspecionados com certificação, uma vez que, até então, o SIM abrangia apenas a produtos derivados do abate de animais.

O SIM Municipal foi instituído por meio da Lei 1.975-2014 de 11 de setembro de 2014 e está em conformidade com a Lei Federal 9.712, de 1988 e com o Decreto Federal 5.741 de 2006 que constitui o Sistema Unificado de Atenção à Sanidade Agropecuária – Suasa.

 

Serviço de Inspeção Municipal - SIM

O Serviço de Inspeção Municipal (SIM) de Nova Bréscia promoveu no dia 22 de maio uma reunião com empresários e proprietários de estabelecimentos que comercializam produtos de origem animal. O encontro foi na Sala de Reuniões do Centro Administrativo Municipal e discutiu a regularização e a fiscalização de agroindústrias e dos estabelecimentos que manipulam produtos de origem animal, os perigos de contaminação e perspectivas do mercado consumidor.

A reunião com os empresários e comerciantes de Nova Bréscia é mais uma iniciativa dentro do Programa de Combate à Clandestinidade, voltado especificamente para regulamentação da produção e da comercialização de produtos de origem animal: carnes suína, bovina, aves, leite, embutidos, queijo, mel e ovos.

O programa é desenvolvido pela Prefeitura Municipal e iniciará com várias reuniões de orientação aos comerciantes e a população em geral. A próxima etapa será com reuniões de orientações aos responsáveis pelas comunidades e representantes de grupos e entidades do município, a fim de orientá-los quanto as responsabilidades ao organizar festas onde há comercialização de alimentos.

Os produtos regularizados recebem o selo de qualidade.

A implantação do Programa de Combate à Clandestinidade também é pré-requisito para a adesão ao Sistema Unificado Estadual de Sanidade Agroindustrial Familiar de Pequeno Porte, o SUSAF/RS, que autoriza a comercialização de produtos de Nova Bréscia em todo o Estado do Rio Grande do Sul.

O desenvolvimento do programa é realizado em duas etapas. A primeira fase, de caráter informativo e educativo, já está em andamento com a série de reuniões com toda a cadeia produtiva. Já a segunda prevê a fiscalização dos locais de produção e estabelecimentos comerciais, que poderão resultar na apreensão e inutilização de produtos irregulares e na aplicação de sansões e penalidades ao infrator (advertência, multas, suspensão, interdição do estabelecimentos até o cancelamento de registros de acordo com a legislação vigente).

 

 

Serviço de Inspeção Municipal - SIM

No dia 18 de junho, o Serviço de Inspeção Municipal - SIM de Nova Bréscia realizou mais uma etapa do Programa de Combate a Clandestinidade de Produtos de Origem Animal. Na oportunidade, ocorreu uma importante reunião onde foram convocados os presidentes das comunidades do interior do município, clubes e associações, sobre a responsabilidade que os representantes destas instituições têm, quando da realização de eventos onde há a comercialização e o preparo de alimentos.

O Médico Veterinário Jaime Scapini, Coordenador do SIM, informou aos presentes sobre o convênio que o Município está buscando credenciamento junto ao Estado do Rio Grande do Sul (SUSAF) e sobre a importância do mesmo para as empresas e agroindústrias de produtos de origem animal do Município.

Os participantes foram orientados quanto ao abate clandestino de suínos, bovinos, ovinos e aves, e dos riscos à saúde pública causados pelo consumo de alimentos sem inspeção. Também foram alertados quanto às penalidades civis e criminais que poderão responder se oferecerem este tipo de alimento nos eventos realizados e dos procedimentos que serão adotados pelo SIM para proibir que a comercialização de produtos clandestino ocorra.

No dia 27 de maio, o Serviço de Inspeção Municipal – SIM, realizou visita ao município de Salvador do Sul para buscar conhecimento, e entender melhor como funciona o Sistema Unificado Estadual de Sanidade Agroindustrial Familiar, Artesanal e de Pequeno Porte – SUSAF, já que o município de Salvador do Sul tem o SUSAF em pleno andamento.

Neste dia tivemos o acompanhamento das Médicas veterinárias Helen e Cristiane e participaram deste treinamento o Coordenados do Sim, médico veterinário Jaime Scapini, as Fiscais Sanitárias Betina Fedrizzi Emmer e Marilaine Cantú Biasibetti, o Técnico da Emater Cristiano Carlos Laste e o Secretário da Agricultura Jorge De Maman.

Nesta visita os responsáveis pelo SIM tiveram a oportunidade de esclarecer dúvidas quanto à documentação necessária, rotina de trabalho, frequência de realização das análises (água e produto), estrutura necessária, legislação, planilhas a serem aplicadas entre outras atividades desenvolvidas pelo SIM.

Please publish modules in offcanvas position.